outubro 08, 2005

DETECTIVE DE SERVIÇO AO ATAQUE (I)

É pois, com uma agrado descomunal, que passo a palavra ao Exmo Sr. Dr. Dectective Peido Morto, para que ele se digne a nos revelar a sua primeira e corrente investigação, em exclusivo para o Neurónio. Ora fáxavôr :

"Em primeiro lugar, quero agradecer aqui ao Neurónio por me ter dado a oportunidade de tornar públicas as minhas investigações através destas novas tecnologias. Em segundo lugar, permitem que me apresente : Detective Peido Morto, sempre em busca do esclarecimento dos mistérios da sociedade portuguesa e/ou mundial. Além disso, sou uma prova que existe Vida depois da Morte (pelo menos, no que toca à Vida dos peidos...).
Ora o meu primeiro tema de investigação prende-se com aquela dúvida que muitos de vós (espero) que já tiveram, no caso de viverem em Lisboa e usarem os transportes públicos da Carris...
Como já repararam certamente, dizem que é obrigatório passar o nosso passe Cartão Lisboa Viva ou Sete Colinas em frente de um dispositivo laranja com uma bolacha cinzenta escura no centro (chamam-lhe também de validadores), de modo a validar a nossa entrada no autocarro. O que me pergunto é : É obrigatório porquê?
Não há barreira que impeça alguém de entrar se não validar o cartão, embora no início da implementação do sistema, alguns motoristas me alertavam para tal obrigação. É que sempre pensei que haveria, posteriormente, alguém encarregue de verificar se os nossos cartões estavam ou não validados - um "pica" moderno, rendido às novas tecnologias... Mas não. Nunca apareceu nenhum cyber-pica.
Então, como ignorante que me sentia, decidi perguntar à própria Carris o porquê de tal obrigação por e-mail ...
Foram estas as minhas polidas palavras :
Exmos(as) Srs(as),
Sou um utente da vossa transportadora e desde já alguns anos, uso o cartão Viva Lisboa em conjunto com a máquina validadora que equipa os vossos veículos, que vieram sustituir a tradicional e obrigatória exibição do passe ao motorista ao entrar no autocarro.
Na máquina que valida o cartão posso ler que é obrigatório a sua validação. No entanto, desde o início me pergunto sobre a razão desta obrigatoriedade, uma vez que nunca vi nenhum fiscal conferir se os utentes validaram ou não o seu cartão pela máquina.
Qual o motivo da obrigatoriedade da validação do cartão pela máquina ?
Qual o papel da máquina ?
Gostava de ser informado sobre esta temática pois não compreendo o vosso sistema.
Obrigado
Logo que obtenha a resposta, peço aqui ao Neurónio que me deixe divulgá-la.
-----------------------
Detective Peido Morto."
Pronto. por agora é tudo. Fiquem bem.

4 Comments:

Blogger AJFF disse...

LOL

É mais bonito e certamente moderno, dizer que se tem este sistema. Se funciona ou não, não importa, desde que exista a ilusão de modernização.

P.S. Blog curioso, a vistar mais vezes.

10:56  
Blogger H. disse...

felizmente (acho eu) ñ tenho d andar d autocarro... nca me entendi bem c eles...
viva os comboios, om tmp p ler, p ver a paisagem e... os revisores :P

Portugal tem destes 'mistérios inexplicáveis', q s há-de fazer?

21:12  
Blogger Zé Macaco disse...

Realmante, agora que falas nisso também acho muito estranho...às vezes aquilo dá vermelho e os motoristas nem dizem nada!

E o cómico que é aquela situação das senhoras a encostar a mala ao sensor? a mala toda!! e aquilo dá verde! Imaginem a força do sinal! Passa por entre cremes, batôns, filofaxes, espeljos, maquilhagem, escovas, tudo o que possa axistir numa mala se senhora! estes passes novos são como os telemoveis - um perigo para a saúde!

claramente a evitar junto de pacemakers ou em bombas de gasolina!

16:27  
Blogger Pedro Duarte disse...

zé macaco : Não te preocupes quanto à perigosidade daquele dispositivo. A potência de transmissão (e o alcance) daquilo é infinitamente inferior à de um telemóvel, cujo sinal tem de percorrer kilómetros...

Como são ondas electromagnéticas, atravessam o meio físico "na boa". Não precisam serem potentes.

Tem cuidado sim (e falo a sério) com os telemóveis. Usa(em) um auricular!
Espero estar enganado, mas sinceramente acho q daqui a uns anos, vamos ter uma história semelhante à que ocorreu com a indústria do tabaco ...

17:34  

Enviar um comentário

<< Home





Para receber um e-mail cada vez que haja novidades neste blog clique no símbolo RSSFWD abaixo e introduza o seu e-mail