dezembro 28, 2006

QUANTO VALE ... QUALQUER COISA ?

Vale a pena a dedicação ao trabalho? Parece que sim, quando vejo a obra de excelentes profissionais - especialmente artistas - e o modo notável de trabalharem.

Mas as horas a fio empenhadas compensam tudo aquilo que fica para trás? O resto da vida que não é vivida durante esses períodos?

O que vale realmente a pena?

O que é melhor? Deixar obras magníficas mas algumas lacunas interiores? Ser uma excelente pessoa mas ter sido um zero à esquerda profissionalmente?

Qual é a compensação? Ela existe mesmo?

Vale a pena apostar em ser uma excelente pessoa, quando todos, mais cedo ou mais tarde, nos vão desiludir? Vale a pena apostar nas pessoas, sabendo que somos todos no fundo um bando de egoístas?

Vale antes a pena deixar obra feita? Começo a pensar seriamente nesta última. Porque a obra não tem personalidade, logo não pode trair.

6 Comments:

Blogger Rivera disse...

Infelizmente as pessoas têm essa capacidade de nos desiludir constantemente. Mas também não nos podemos entregar a outras coisas só para nos "escondermos" delas. O melhor mesmo, é pensar que um dia todas as pessoas nos vão desiludir, umas com coisas grandes outras com insignificâncias. O que eu fiz quando me comecei a sentir assim foi tirar todas as pessoas do "pedestal", assim não sofro tanto quando as coisas não correm assim tão bem...

14:51  
Blogger tatoia disse...

olá amigo! sabes que, infelizmente, já há quem chame a essa falta de confiança nos outros: crescer!

Tornamo-nos adultos e descobrimos que estamos sozinhos, que é cada um por si, que o tempo dos porquêS acabou, que se perguntas porquê mtas vezes passas por burro, que se pedes ajudas passas por coitadinho, que se confias em demasia aproveitam-se de ti, deixam de te respeitar e és traído.

É um mundo em que tens que andar sempre de olho bem aberto.

Mas sabes, este ano fez-me crescer de novo, noutros sentidos, mto mais, abrir os olhos em mais do um ponto de vista... e sabes que mais? Começo a pensar que crescer também pode ter dois sentidos... crescer também pode ser aprender a confiar... saber como e quando faze-lo.

Crescer, para mim agora, é aprender a saber fazê-lo sem deixar de me respeitar a mim mesma.Porque a melhor maneira de confiar no outro é confiar primeiro em nós, e mostrar, sempre, que conhecemos o nosso valor. Dessa forma serás sempre respeitado e saberás sempre quando deves não valorizar alguém porque te faz mal.

beijo grande. grande texto.

16:31  
Blogger Maria Strüder disse...

Não acredito que haja compensação satisfatória

21:17  
Blogger A mão que escreve disse...

então não vale??
há que haver sempre alguém a rumar contra a maré... cada qual luta pelo que acredita... investir num trabalho dias a fio e deixar o resto para trás vale a pena, afinal é algo nosso...
já dizia Fernando pessoa

"Para ser grande, sê inteiro: nada
Teu exagera ou exclui.
Sê todo em cada coisa. Põe quanto és
No mínimo que fazes.
Assim em cada lago a lua toda
Brilha, porque alta vive"

23:29  
Blogger A transeunte... disse...

as duas... pq so poderas deixar uma grande obra se fores uma pessoa que viva as suas emoções.. boas ou más... (tardei mas vim!)

beijocas

21:26  
Blogger Pure_Water disse...

a compensação é chegares ao "fim" e veres que fizeste tudo o que podias da melhor forma.

13:57  

Enviar um comentário

<< Home





Para receber um e-mail cada vez que haja novidades neste blog clique no símbolo RSSFWD abaixo e introduza o seu e-mail